Criação de leitões com rações sem o uso do Óxido de zinco como tratamento

Alvo Zero como um sucesso colaborativo em prol do banimento do Óxido de zinco em 2022 

A criação moderna de suínos lida com a aceleração 

A criação animal está lidando com uma aceleração que não se limita mais à taxa de crescimento dos suínos. A grande quantidade de dados produzidos por objetos conectados (p. ex., reconhecimento sonoro, acelerômetros, …) exige uma análise por meio de algoritmos e tecnologias de inteligência artificial (Halachmi et al., 2018). Uma sequência de alta produção gera uma grande quantidade de bancos de dados usados, por exemplo, para determinar qual é a principal microbiota do intestino dos suínos (Holman et al., 2017) e suas consequências sobre sua saúde intestinal. Assim, a implementação prática se tornou o novo gargalo. Questões de saúde ou escândalos relacionados com a carne também se espalham mais rápido via mídias sociais sem consideração pelo viés ou mentiras nas mensagens. Por último, as leis também reagem mais rápido e com objetivos que vão além da preservação do meio ambiente e da saúde humana, sendo o banimento do uso terapêutico do Óxido de zinco (ZnO) em 2022 uma oportunidade desafiadora para a criação de suínos na UE.

A colaboração pode ajudar 

Nesse contexto, se abre o dogma de usar conceitos de caixa-preta para ter vantagens. As empresas estão colaborando em questões específicas por somar suas forças para chegar mais rápido aos usuários finais. Junto com a ATR, trabalhamos bastante com várias fórmulas de alimentos para consumo animal para manter a saúde intestinal depois do desmame, compartilhando o objetivo de desmamar suínos sem doses farmacológicas de ZnO com base no mesmo custo. No que se refere à abordagem “Alvo zero”, especialistas de ambas as empresas trabalharam com gestão agropecuária, práticas de saúde e nutrição no contexto dinamarquês. Esses esforços de formulação conjunta resultaram em um alimento de consumo animal inovador, respeitando as práticas nutricionais e administrativas locais. Ele contém Vitazero, um produto que mantém a saúde intestinal de leitões que estão desmamando de quatro maneiras: 1) Eliminando bactérias patogênicas empregando uma associação patenteada de ácidos graxos de cadeia média; 2) aglutinando bactérias patogênicas; 3) bloqueando toxinas com uma combinação específica de fibras dietéticas e 4) fortificando a barreira intestinal e contra-atacando o estresse oxidativo usando um preparo único de polifenóis. O conceito resultante foi testado extensivamente no campo dinamarquês com resultados positivos.

Desempenhos melhores são obtidos sem ZnO 

Em um experimento envolvendo 6.097 leitões (Danbred x Duroc), os animais foram monitorados a partir do seu desmame, com 7 kg, até atingirem o peso corporal de 25 kg. O desempenho dos 3.058 leitões que receberam doses farmacológicas de ZnO nos últimos 5 meses foram comparados com os 3.039 leitões que receberam o alimento de consumo animal contendo Vitazero. Apesar do peso inicial dos leitões de -4,0% em comparação com o grupo que recebeu ZnO, os leitões que foram alimentados com o conceito Vitazero superaram o histórico de alimentação com o medicamento, atingindo um peso +1,1% maior no fim do período de crescimento (igual) sem impacto na taxa de mortalidade. Os 0,7 pontos de FCR economizados aumentaram o lucro por animal em 0,7€ (5,3 DKK) em comparação com os animais alimentados com a dieta que continha doses terapêuticas de ZnO.

Um sucesso colaborativo 

Depois do bem-sucedido banimento dos antibióticos promotores de crescimento na última década, o setor suíno dará mais um passo em 2022 em prol de uma produção mais sustentável por banir altas doses de ZnO. Como não existe nenhum milagre para substituir o ZnO, a colaboração bem-sucedida confirma que os suínos podem ser desmamados de modo eficiente sem ZnO. Por combinar as competências e produtos globais da Agrimprove e o conhecimento e capacidades locais da ATR no mercado dinamarquês, o Royal Agrifirm Group obteve mais uma conquista na sua estratégia de “Better Together – Melhores Juntos”.

Tabela 1: Experimento comparando a formulação da Agrimprove e da ATR contendo Vitazero com o uso do Óxido de zinco como medicamento: resultados do desempenho 

Parâmetros  Dieta com Vitazero  Dieta com ZnO como remédio 
Animais (n)  30393058
Peso corporal inicial (kg)  7.27.5
Peso corporal final (kg)  26.726.4
Ganho diário de peso (g/d)  507492
Período de crescimento (d)  38.438.4
Mortalidade (%)  1.01.0
Consumo diário de alimento (g/dia)  890900
FCR1.761.83

Especialista Agrimprove

Anne-Laure Ledoux
Global Swine Category Manager

Mantenha-se atualizado

Você gostaria de ser informado sobre nossos últimos desenvolvimentos? Cadastre-se aqui e mantenha-se atualizado.

Estou interessado(Required)

Agrimprove can store and use my personal information to respond to my request, as stipulated in the privacy policy.

This field is for validation purposes and should be left unchanged.