Criação de leitões com rações sem o uso do Óxido de zinco como tratamento

Alvo Zero como um sucesso colaborativo em prol do banimento do Óxido de zinco em 2022 

A criação moderna de suínos lida com a aceleração 

A criação animal está lidando com uma aceleração que não se limita mais à taxa de crescimento dos suínos. A grande quantidade de dados produzidos por objetos conectados (p. ex., reconhecimento sonoro, acelerômetros, …) exige uma análise por meio de algoritmos e tecnologias de inteligência artificial (Halachmi et al., 2018). Uma sequência de alta produção gera uma grande quantidade de bancos de dados usados, por exemplo, para determinar qual é a principal microbiota do intestino dos suínos (Holman et al., 2017) e suas consequências sobre sua saúde intestinal. Assim, a implementação prática se tornou o novo gargalo. Questões de saúde ou escândalos relacionados com a carne também se espalham mais rápido via mídias sociais sem consideração pelo viés ou mentiras nas mensagens. Por último, as leis também reagem mais rápido e com objetivos que vão além da preservação do meio ambiente e da saúde humana, sendo o banimento do uso terapêutico do Óxido de zinco (ZnO) em 2022 uma oportunidade desafiadora para a criação de suínos na UE.

A colaboração pode ajudar 

Nesse contexto, se abre o dogma de usar conceitos de caixa-preta para ter vantagens. As empresas estão colaborando em questões específicas por somar suas forças para chegar mais rápido aos usuários finais. Junto com a ATR, trabalhamos bastante com várias fórmulas de alimentos para consumo animal para manter a saúde intestinal depois do desmame, compartilhando o objetivo de desmamar suínos sem doses farmacológicas de ZnO com base no mesmo custo. No que se refere à abordagem “Alvo zero”, especialistas de ambas as empresas trabalharam com gestão agropecuária, práticas de saúde e nutrição no contexto dinamarquês. Esses esforços de formulação conjunta resultaram em um alimento de consumo animal inovador, respeitando as práticas nutricionais e administrativas locais. Ele contém Vitazero, um produto que mantém a saúde intestinal de leitões que estão desmamando de quatro maneiras: 1) Eliminando bactérias patogênicas empregando uma associação patenteada de ácidos graxos de cadeia média; 2) aglutinando bactérias patogênicas; 3) bloqueando toxinas com uma combinação específica de fibras dietéticas e 4) fortificando a barreira intestinal e contra-atacando o estresse oxidativo usando um preparo único de polifenóis. O conceito resultante foi testado extensivamente no campo dinamarquês com resultados positivos.

Desempenhos melhores são obtidos sem ZnO 

Em um experimento envolvendo 6.097 leitões (Danbred x Duroc), os animais foram monitorados a partir do seu desmame, com 7 kg, até atingirem o peso corporal de 25 kg. O desempenho dos 3.058 leitões que receberam doses farmacológicas de ZnO nos últimos 5 meses foram comparados com os 3.039 leitões que receberam o alimento de consumo animal contendo Vitazero. Apesar do peso inicial dos leitões de -4,0% em comparação com o grupo que recebeu ZnO, os leitões que foram alimentados com o conceito Vitazero superaram o histórico de alimentação com o medicamento, atingindo um peso +1,1% maior no fim do período de crescimento (igual) sem impacto na taxa de mortalidade. Os 0,7 pontos de FCR economizados aumentaram o lucro por animal em 0,7€ (5,3 DKK) em comparação com os animais alimentados com a dieta que continha doses terapêuticas de ZnO.

Um sucesso colaborativo 

Depois do bem-sucedido banimento dos antibióticos promotores de crescimento na última década, o setor suíno dará mais um passo em 2022 em prol de uma produção mais sustentável por banir altas doses de ZnO. Como não existe nenhum milagre para substituir o ZnO, a colaboração bem-sucedida confirma que os suínos podem ser desmamados de modo eficiente sem ZnO. Por combinar as competências e produtos globais da Agrimprove e o conhecimento e capacidades locais da ATR no mercado dinamarquês, o Royal Agrifirm Group obteve mais uma conquista na sua estratégia de “Better Together – Melhores Juntos”.

Tabela 1: Experimento comparando a formulação da Agrimprove e da ATR contendo Vitazero com o uso do Óxido de zinco como medicamento: resultados do desempenho 

Parâmetros  Dieta com Vitazero  Dieta com ZnO como remédio 
Animais (n)  30393058
Peso corporal inicial (kg)  7.27.5
Peso corporal final (kg)  26.726.4
Ganho diário de peso (g/d)  507492
Período de crescimento (d)  38.438.4
Mortalidade (%)  1.01.0
Consumo diário de alimento (g/dia)  890900
FCR1.761.83

Written by

Romain D’Inca
Product Manager Pigs EMEA
+32 472 62 00 75